Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2005

Tremendo

Rodin - De Danaide 2 -G.jpg


Ele disse que eu era uma cobarde...e eu não consegui discordar dele.

Viu atravéz de mim com uma facilidade que me apanhou completamente.Sorri como se sorri nessas alturas,para não desabar.E concordei com ele,porque concordo...

Sou fraca.

O meu maior terror é ser apenas mais uma má pessoa com boas intenções.As minhas acções até hoje nunca me provaram o contrário,por isso só me resta chegar a essa conclusão...mas não chego,nunca chego ao fim dessa estrada.
Por cobardia também,muito provavelmente.
Ele disse que eu ia fugir,que os problemas só se resolvem no coração.Senti-me desonrada...este é o trabalho que tenho feito.No fundo tudo o que fiz até agora foi fugir,e ainda não acabei.Esperei pelo fim da aula e regressei a casa,no caminho reconheci por instantes pessoas de quem eu gosto num pequeno café,parei e fiquei assim durante um minuto.
Começei a correr pela rua deserta,até ficar sem fôlego,até chegar a casa.
Não queria que ninguém me visse,sentei-me na minha cama de luzes apagadas a tremer completamente.Na vergonha de um coração descompassado.
Busquei um copo de água,bebi-o,e fiquei.Senti o sangue a arder friamente enquanto me lembrava das caras de todas as pessoas que amo,não consegui chorar,ergui o copo e atirei-o ao chão com um estrondo.
O copo não se partiu,e foi como se toda a minha humilhação ficasse assim lugubremente retratada.Quando me levantei senti-me sem forças,e as pernas tremeram-me,por momentos pensei que podia cair redonda no chão,podia ter acontecido,a minha alma foi-me sugada.Senti-me uma concha de mim própria.Ainda me sinto assim,mesmo enquanto escrevo isto,as mãos tremem-me.

No fundo é por isto que não consigo aceitar o amor,no fundo sou uma cobarde.Tenho terror de me apaixonar.Não quero que me amem,não o mereço.
Não sinto o amor de quem me ama,sou desumana.
Só me resta fugir...e é isso que faço.
No fundo não sou uma pessoa boa,tenho boas intenções mas não é o mesmo.De boas intenções está o Inferno cheio,as acções são o que conta.Eu não sou ninguém.
É isto que eu não quero que as pessoas saibam,mas é bom que o conheçam,assim pelo menos não desiludo nem surpreendo ninguém.Que isto possa servir de aviso a almas verdadeiramente boas,amo-vos mas não os mereço.
Atrás de uma boa educação e de simpatias nem sempre está um coração de ouro...se o meu me doi assim há anos é porque no fundo deve ser feito de chumbo.

Tudo o que posso fazer é tentar melhorar,mas parece-me um trabalho inutil.Será que podemos mudar qualquer coisa tão profunda como a alma?Não acredito...
Estou desapontada comigo própria,senti que andei a mentir-me e ao mundo inteiro.Agora já sabem porque os magoei e os abandonei...

Podem ser melhores que eu,se me perdoarem,não sei se alguma vez conseguirei fazer isso,perdoar é para os fortes.Agora vou continuar a fugir,e não existe ninguém para me agarrar,no mundo real não existem redes...não existem desculpas.

Aware
publicado por aware às 22:37
| comentar
|
1 comentário:
De a 6 de Dezembro de 2005 às 01:00
Permite-me discordar de uma coisa.. nós não poderemos mudar a alma, isso é verdade mas o sentido que lhe damos, pela minha interpretação.. poderá ser modificado, sempre com o intuito de a melhorar. Sentir desapontamento connosco próprios é positivo se daí concluirmos algo que nos faça mudar o sentido que falei antes.. mas não como forma de nos auto-mutilarmos, de nos condenarmos oujulgamos. Não sei se me entendes. Perdoar é uma virtude, às vezes tão cruel.. porque parece que a Natureza humana leva-nos sempre para o caminho contrário do perdão mas o significado do que sentimos, a consciencia do que vivemos.. faz-nos equilibrar essa vontade mais animal e levar ao perdão. É como amar.. daí muitas vezes a dificuldade em assumir primeiro para nós o perdão e depois para os outros. Bjs******
Tenho andado muito ausente, até do meu blog, para meu descontentamento mas quando tiver tempo, isto muda :)Ser-se em Palavras
(http://www.longtakk.blogs.sapo.pt)
(mailto:golden_sky_@hotmail.com)

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
Hit Counter

...recent dreams

Home

The gates

sidartha

Burnt Wings

Ouro

Sleepwalker

Red

Luz e solidão.

Art of Peace

golden brown

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers