Sábado, 19 de Novembro de 2005

you are the fire

lightning4.jpg


À noite gosto de andar pela casa às escuras.Ando de olhos abertos mas por mais abertos que estejam só consigo ver o escuro.Podia estar de olhos fechados,não existe distinção.

Conheço perfeitamente a minha casa,quase não preciso de esticar um braço para me orientar...Sinto-me confortável assim,não sei porque o faço.
Fico assim encostada a uma ombreira de porta,a sentir o frio nos pés descalços.É ai que começa a chuva,não a vejo mas oiço-a,primeiro muito devagar...um som que parece o do vento nas àrvores ou as ondas na praia...mas diferente,mais leve.E depois cada vez mais forte,até que parece que o próprio céu está a cair.

Quase sinto a minha alma a lavar-se no escuro.

No escuro total estou de olhos abertos,parece que mos pintaram de preto...
Confortavelmente cega até que o clarão rasga o céu em menos de um segundo.Sinto a luz tocar na minha pele,como se estivesse a um centímetro da minha cara.Um corte vertical na pele macia do céu...uma cicatriz de luz.Assusta-me completamente...e desaparece no momento seguinte.

Espero no barulho da chuva,segundos intermináveis.Espero e espero e espero até que ele chega.O Som.

O som que começa e cresce cada vez mais até que o sinto dentro do meu próprio corpo...no meu corpo,como se fosse a própria alma a rugir.
A rugir como um animal em pânico.O céu a arder.
Um som do princípio dos tempos,divino...a união da água e do fogo.Fecho os olhos mas o som não desaparece,está no meu coração.Pareçe rachar-se em dois.

O céu desfaz-se em chuva,luz e som.E eu também...
Quando a guerra acaba e a violência do vento morre,tudo parece um despropósito.
O que resta?

''Tu és o relâmpago

afasta de mim o meu mal.

Da Ordem sagrada,dirijo-me à Verdade''




...Lá fora o céu negro o silêncio e o cheiro da terra molhada.Cá dentro o que resta de mim no chão frio do meu quarto,a solidão...de olhos bem abertos.



Aware
publicado por aware às 23:19
| comentar
|
1 comentário:
De a 20 de Novembro de 2005 às 00:25
Adoro a trovoada, ouvir a Natureza zangada, é como se estivesse a mostrar a sua força,, como se desse voz à revolta dos tempos.. Trovoada e noite.. o silêncio interrompido, um rasgo de luz que ameaça a noite, a chuva que aquece a alma e deixa aquele cheiro no ar.. tão caracteristico, tão reconfortante. Eu gosto de a ver na praia :)
Gostei mto da definição e principalmente a forma como sentiste tudo.. e de certa forma teres ficado mais sensivel a tudo.. na ausencia de luz.. de uma orientação visual. Conseguiste ver através dos outros sentidos, bj*****Ser-se em Palavras
(http://www.longtakk.blogs.sapo.pt)
(mailto:golden_sky_@hotmail.com)

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
Hit Counter

...recent dreams

Home

The gates

sidartha

Burnt Wings

Ouro

Sleepwalker

Red

Luz e solidão.

Art of Peace

golden brown

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers