Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2006

Sinto muito...

socorro.jpg

Vejo uma cara,um corpo em movimento...e por momentos posso ver os seus olhos.

E as minhas mãos começam a arrefecer.

Depois outra,olho para o meio da multidão e entre eles há caras que me olham.

Começo a não conseguir respirar...o ar foge-me e o coração acelera.Sinto-o apertar-se e começo a suar frio.

Dor...

Os que param,os que olham e veem são os únicos que me podem fazer mal...são os que conheço...são os que amo.Quando penso nisso não consigo respirar.
As paredes do meu coração são feitas de papel.Não há ninguém que seja mais perigoso para nós do que aqueles que amamos...a multidão não existe.
O ar escapa-me.Sei que os magoei e isso é intolerável.

Eu não devia ter sido feita assim,eu amo demais e o mundo não quer almas livres.

É dificil não existir para eles,é dificil sair à rua e nao me apaixonar...é dificil amar assim tanto e ser invisível.É crueldade...

O meu corpo não é nada,a minha mente não é nada comparada com este Amor.O visível não é nada comparado com o que nao se vê.Nada comparado com o que se sente...não consigo viver assim!Sinto o calor na cara,a respiração pára e sustêm-se e quando já não o suporto elas veem e rolam-me ainda mais quentes.
Não me importa...já nada me importa quando me sinto assim.Muitas vezes penso em ser mais leve,escrevo e rio para quem me ama mas o vazio sabe o peso que tenho dentro de mim.Porque só ele o viu da ultima vez que nos encontrámos...só ele o soube fazer desaparecer.

É aqui que chego onde não quero chegar...no limite.E vejo o que não quero ver...o amor não é nada se não o conseguir dar.Não existimos se não conseguir-mos Dar.

A alma não é nada se ninguém a vir,um corpo não é nada se ninguém o tiver...uma vida não é uma vida se não for vivida.

Quero compreender,quero que compreendam que se me agarro ao meu amor não é por não o querer partilhar...isso só me faz ficar doente de dor.Faço-o porque é a minha única maneira de me agarrar à vida.É o meu bote salva vidas...depois de todas as tragédias é a unica coisa que sou eu.É a unica coisa que resta da minha identidade.
Todos os desgostos,todos os desencontros...todos os enganos veem daí.
Mas mudarei,um dia,como em todas as mudanças,vou acordar e vai ser diferente.Vou trabalhar para que aconteça.Como disse antes já não me contento com menos...

Talvez nesse dia quem me vê possa sentir o que sinto,o que sempre senti...e verão que o meu regresso não é um regresso,porque nunca parti.

Por agora sinto muito pela minha ausência...sinto muito.

O mundo terá de fazer a festa sem mim.

Agora é lua nova.


Aware
publicado por aware às 23:11
| comentar
|
4 comentários:
De a 2 de Março de 2006 às 14:43
Fico à espera... Joao
(http://outofafrica.blogs.sapo.pt/)
(mailto:jo221@mweb.co.za)
De a 28 de Fevereiro de 2006 às 08:12
Destapa a alma e outros a verão, esvoaça o corpo e verás como não passarás despercebida (ainda penso nesse teu vestido preto)... não te ausentes de ti própria, não te ausentes do mundo; participa na festa, faz dessa festa a tua festa neste mundo que te pertence! Bjs ***Joao
(http://outofafrica.blogs.sapo.pt/)
(mailto:jo221@mweb.co.za)
De a 28 de Fevereiro de 2006 às 01:38
Quero-te de alma livre! Citando-te :"A alma não é nada se ninguém a vir,um corpo não é nada se ninguém o tiver...uma vida não é uma vida se não for vivida."
Vamos viver então! Quando quiseres, ainda estou aqui. Volta quando estiveres preparada.*samuel
(http://www.samuelcoelho.blogspot.com)
(mailto:unklesamuel@hotmail.com)
De a 28 de Fevereiro de 2006 às 00:10
Tens que encontrar um jeito de controlar essa fobia... Não é facil não... mas lá chegarás!!! Não desistas!!! Um beijinho grande e um bom feriadoAran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
Hit Counter

...recent dreams

Home

The gates

sidartha

Burnt Wings

Ouro

Sleepwalker

Red

Luz e solidão.

Art of Peace

golden brown

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers