Sábado, 17 de Setembro de 2005

Lua

moonsimple.jpg



Só consigo ouvir piano na luz dela.

Debussi...claire de lune,o som goteja e arrepio-me sempre nas notas mais agudas.A luz dela e o som e o ar são um só.Um liquido prateado que voa como um lenço de seda...numa brisa calma.



Sinto uma estrela a nascer nos aneis escuros do meu cabelo e na escuridão ela nasce como no inicio dos tempos.Todas as musicas foram escritas para ela,trovadores falam dela desde sempre...O disco prateado,o circulo da perfeição nocturna...

A Lua, astro das noites,o instrumento de medida universal...simbolo do tempo que passa,o tempo vivo,de que ela é a medida.A beleza e também a luz na imensidade tenebrosa.

Ela é a água relativamente ao fogo solar,o frio em relação ao calor,o norte e o inverno simbólicos opostos ao sul e ao verão...



A Lua é de água,ela é a essência do yin.



As formas acabadas dissolvem-se na lua,as formas não desenvolvidas emanam dela....a conquista penosa do verdadeiro,a instrução pela dor ou pelas ilusões.A Lua,diz Plutarco,é a morada dos homens bons depois da sua morte.

Na sua luz existe uma protecção que não consigo escrever...o circulo branco,circulo de protecção...''O branco,que muitas vezes é considerado uma não-côr...é como que o simbolo de um mundo onde todas as cores,se desvaneceram...O branco actua sobre a nossa alma como o
silêncio absoluto...este silêncio não está morto,transborda de possibilidades vivas..É um nada anterior a qualquer nascimento,anterior a qualquer começo.''Kandinsky.



O meu pai sempre me chamou cara-de-lua-cheia...quando era pequena isso tinha o dom de me irritar.E um dia encontro isto:

Ibn al-Mottaz(morreu em 908) foi o primeiro a encontrar,dez séculos antes de Hugo,a imagem célebre:


A primeira coisa que acode ao espírito,quando

queremos descrever uma coisa excessivamente

 bela e mostrar a sua extrema perfeição,

é dizer:uma face semelhante á Lua...



Fez-me sorrir,quiz guardar isso para sempre...é o que se sente quando se sorri que eu encontro sempre nela.Espero que o encontrem também...



aware
publicado por aware às 22:56
| comentar
|
2 comentários:
De a 18 de Setembro de 2005 às 02:47
A altura para escreveres este texto não podia ter sido melhor.. a lua esta noite está fantástica.. tem algo de divino, toda esta luz com a propria serenidade da noite e a mistura com o som do vento nas arvores.. Por acaso, andava fora de casa a observar por alguns momentos a lua porque hoje especialmente precisava dela como minha companheira e confidente e a resposta foi aparecer assim maravilhosa. A noite exala harmonia. Depois chegar aqui e ler este texto fez-me lembrar tudo isto. A mistura com a musica torna-se explosiva, são sensações que por vezes ultrapassam o nosso controlo. Como tu dizes.. a luz dela, o som e o ar são um só.
Definições! :))
****Ser-se em Palavras
(http://www.longtakk.blogs.sapo.pt)
(mailto:golden_sky_@hotmail.com)
De a 17 de Setembro de 2005 às 23:50
Its on nights like this I miss everyone i've ever loved...or will ever love.Um beijo aos ausentes e um a todos os que passam,e um aos que ficam...***aware
(http://pilgrimhearts.blogs.sapo.pt)
(mailto:jani_fullmoon@hotmail.com)

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
Hit Counter

...recent dreams

Home

The gates

sidartha

Burnt Wings

Ouro

Sleepwalker

Red

Luz e solidão.

Art of Peace

golden brown

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers