Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2006

Briges...

ponte.jpg

Tinha acabado de descer as escadas e de prender o cabelo.

Saí para a rua.

O passeio e a estrada estavam vazios,o céu estava vazio mas tudo estava vivo...carros passando,pessoas passando.
E eu esperava a frente da porta de que acabara de sair.Não me senti confortável assim sem proposito nenhum que o de esperar...

Fiquei na soleira da porta aberta a olhar para a rua.

A olhar para os carros que passavam...a olhar para o carro que passava...a olhar para quem me olhava...no carro que passava.
Aquele carro passou no que me pareceram vinte minutos...aliás aquele carro passou a tarde inteira.

Segui-o com o olhar e para meu espanto parou...parou logo depois da loja a uns bons metros de distância.Saiu do carro contornou-o e entrou na loja...gostava que tivesse visto o meu sorriso mas estava demasiado longe.Acho que estava...

Pareceram-me segundos infinitos de duvida,mas antes da cobardia ou da coragem a minha espera acabou.Tive de começar a andar...na outra direcção.

Claro que passei o resto da tarde arrependida...claro!Sorriso...

Mas fiquei feliz o resto do dia.E agora estou presa em casa sem poder ver a lua cheia...amanhã talvez.Tudo isto me deixa ligeiramente estragada.Especialmente depois de ver ''Briges of Madisson County'' outra vez...

Suspiro...dou um chuto numa pedra e vou dormir.

Aware



publicado por aware às 01:07
| comentar
|
3 comentários:
De a 14 de Fevereiro de 2006 às 11:28
Adorei o teu post. Eu, ontem, também tive um encontro assim. Também segui na direcção contrária. Também a expressão dele me acompanhou todo o dia e ainda está presente hoje no meu sorriso. Só que eu não tenho esperança. Da minha paixão só posso colher estas pequenas sensações, estas colherinhas de chá. Para mim o tempo das paixões passou. Quase que é uma benção este encantamento que sinto por ele. Uma benção, mas também uma dor sem limites.
Visita-me no Fenix, ou no http://cafedashistorias.blogs.sapo.pt (http://cafedashistorias.blogs.sapo.pt) e se quiseres entrar, envia-me o teu é-mail e convido-te a entrar pela porta da frente.Margarida.Daniel
(http://fenixforever.blogs.sapo.pt)
(mailto:margarida.aniel@sapo.pt)
De a 13 de Fevereiro de 2006 às 07:34
Acredito que esse sorriso pairou por sobre a rua, pelos carros, pelos passeios, pela cidade por toda a tarde... até que já noite se abrigou na lua, lua cheia desse teu sorriso... e que os olhos que se calhar apressados durante todo o dia não viram esse sorriso, de certeza que o encontraram já noite, altura pródiga de sonhos...Joao
(http://outofafrica.blogs.sapo.pt/)
(mailto:jo221@mweb.co.za)
De a 13 de Fevereiro de 2006 às 01:14
A andar noutra direcção nunca chegaste a ver. Mas o teu sorriso ficou reflectido nos seus olhos. Que sorriam.Vincent
</a>
(mailto:vincent-x@sapo.pt)