Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

...footsteps



''Os passos de peregrino encontram-se em volta de numerosos lugares de culto. Nao se trata de dizer eu cheguei,mas sim de afirmar: eu estou aqui, eu fico aqui...''


O tempo dividiu-se...espero pelas minhas palavras e no seu lugar ouço as de outras pessoas.

Dei parte da minha alma ao tempo cativo...ao tempo que passa pela cara marcada do relógio e agora, de uma maneira estranha, sinto que isso me tirou uma parte de sensibilidade.
Tornou-se mais dificil sonhar, a música parece ter ficado na distância e os símbolos tornam-se invisíveis.
Quanto mais me embrenho na realidade, mais longe pareço deixar todos os murmurios de divindade, é como se a minha própria alma perdesse o sabor.
 
''O talento cresce na solidão, o carácter no rio da vida''...Goethe

Eu desejei-os ambos mas não quero trocar um pelo outro. Não estou preparada para deixar para trás quem fui...Se antes conseguia sonhar mas não conseguia viver, agora descubro que vivo mas que não sonho. Tudo se alterou.

Consigo fazer o que está certo e isso muda-me.

A realidade leva-nos muito mais depressa à verdade. Depressa me vi confrontada com a minha incapacidade para admitir que o trabalho que escolhi é demasiado dificil para uma alma ainda fraca.  A alienação criou uma distancia e um abismo que fui forçada a transpor para conseguir funcionar de acordo com o relógio, num mundo para além de qualquer controlo. Parece-me agora que essa travessia teve um preço...tal como teve a devida recompensa.

Os passos vão ficando na areia.

Sinto falta deste sítio, de quem fui...saudades das vozes que ainda oiço, num amor para além de todas as ausências ou silêncios.

Sobrevivo no agora enquanto o mar e o tempo apagam as palavras...

...apagam as pegadas.


Aware
publicado por aware às 21:58
| comentar
|
4 comentários:
De Vincent a 20 de Julho de 2006 às 10:09
O mar e o tempo não apagam as palavras. Nem as pegadas. Apenas as bebem. Absorvem. Incorporam. A cada palavra reclamada pela lua, a cada pegada engolida pelo mar, tu fazes um pouco mais parte deles. Fazes um pouco mais parte de nós.
De Aran_aran a 21 de Julho de 2006 às 22:45
Oh amiga... a realidade é uma coisa e o sonho é outro!!!! e ambos podem coabitar em ti... apenas precisas te adaptar e adapta-los a ti!!! Com a realidade irás aprender de que forma ela te poderá ajudar a concretizar alguns sonhos... Va, animo... e muita força... Um beijinho grande e gostei de te ler... ;)
De Maria Papoila a 22 de Julho de 2006 às 11:37
Olá:
Se acredito quando ouço as árvores… os riachos e os pássaros... as ondas e o Mar, é porque eles sabem a verdade… pois bem antes de nascerem pessoas “avisadas” já havia árvores, riachos, as ondas eo Mar... e pássaros a cantar…
Acredita nos teus sonhos!
Beijo
De Cátia a 23 de Julho de 2006 às 19:36
Acredita... Nada apaga as pegadas que deixamos. Nada nos faz perder os sonhos para ganhar a realidade. Esse equilíbrio é sempre possível =)
Beijinho

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
Hit Counter

...recent dreams

Home

The gates

sidartha

Burnt Wings

Ouro

Sleepwalker

Red

Luz e solidão.

Art of Peace

golden brown

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers

...other dreams

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

...other dreamers